De malas prontas: Dicas de Amsterdã – Parte II

Oi pessoal,

Dando continuidade às dicas de Amsterdã, a programação de hoje faz parte de um roteiro clássico. O primeiro destino será a Het Museumplein, a famosa praça dos museus que reúne o Rijksmuseum, o Museu Van Gogh, o Stedelijk Museum, e claro, o conhecido letreiro Iamsterdam. Quando nós fomos lá, o Stedelijk Museum, o museu de arte moderna de Amsterdã, estava fechado desde 2007. No final de setembro desse ano, ele finalmente reabriu suas portas! Mas a alegria durou pouco: no mesmo dia em que foi inaugurado, o Van Gogh fechou para reformas por sete meses, com reabertura programada para 26/04/2013.

Het Museumplein com o Rijksmuseum ao fundo

O famoso letreiro

O Museu do Van Gogh contém a maior coleção de pinturas (mais de 200 obras permanentes) e desenhos do artista. É uma verdadeira aula sobre a evolução de Van Gogh e sobre a sua vida. Vale a pena parar para escutar as histórias muito interessantes dos guias que ficam circulando pelas salas do museu.

O Rijksmuseum é o museu nacional dos Países Baixos, dedicado às artes e à história. Possui uma imensa coleção de pinturas da idade de ouro holandesa, incluindo trabalhos de variados artistas, entre eles, Rembrandt e seus pupilos.

Rijksmuseum

Não fomos a um museu seguido do outro. Fizemos uma parada estratégica na Heineken Experience para refrescar a mente. A entrada para a experiência custa aproximadamente 15 euros por pessoa, dando direito a dois chopes ao final do passeio e um brinde na loja da Heineken. O tour, super interativo, apresenta a história da cerveja, o processo de fabricação (com degustação!), a logística de envasamento e as campanhas publicitárias. No final do tour, é possível gravar seu nome no rótulo de uma garrafa, visitar a lojinha com itens super legais, e claro, degustar chopes bem gelados! Vale muito a pena a experiência, especialmente para os apreciadores de cerveja. Ao longo do tour, várias curiosidades são informadas. Uma delas, à respeito do nome da cerveja, que possui as três letras “e” inclinadas para a esquerda, dando a sensação de que estão sorrindo! =)

Heineken Experience

Como o nosso dia estava bem cheio, optamos por um almoço rápido no restaurante La Place, na Rokin 160 (mais uma indicação do Ducs Amasterdam). O buffet, no estilo self-service, oferece diversas opções de prato, com uma apresentação caprichada. A comida é bem gostosa e tem um bom preço.

E então, já estava na hora de mais cerveja! Pegamos o tram 14 e fomos para a cervejaria Brouwerij ‘t IJ, Funenkade, 7. Famosa pelo seu moinho, a casa funciona das 15h às 20h e aos fins de semana oferece um tour guiado para conhecer a fábrica. Como fomos em um dia de semana, a cervejaria estava funcionando a pleno vapor e tivemos que nos contentar em degustar os seis estilos de cerveja no bar. Que problema! rs O ambiente é super legal, com uma área externa bem agradável para os dias de sol.

Brouwerij’t IJ

Decoração do bar

Degustação dos chopes da cervejaria

Para fechar o dia, fomos passear pela Red Light District. É divertido observar o comportamento das pessoas passando em frente das vitrines vermelhas, algumas negociando o serviço, outras já deixando o local satisfeitas. Mas nada de fotos para mostrar aqui. Lá não é recomendável andar com uma máquina à mostra porque é proibido fotografar as moças. Então, só indo lá mesmo para ver como é. 😉

Por hoje é isso! No próximo post encerraremos a nossa série de dicas sobre Amsterdã apresentando o incrível Vondel Park e o museu Van Loon, uma residência do século XVIII preservada para mostrar um pouco dos costumes e da riqueza da época de ouro.

Beijos e até a próxima!

Paula

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.