Oi pessoal,

A sugestão de hoje tem um ar romântico, mas é pura coincidência estarmos na véspera do dia dos namorados. Essa não é uma indicação para comemorar a data especial, ok? A não ser que você tenha um espírito competitivo e queira participar de uma prova de resistência contra outros casais desavisados. O Le Blé Noir é um restaurante bem pequeno, que sempre provoca fila de espera, então eu recomendo evitar datas comemorativas. Uma dica básica é chegar no primeiro horário, assim que as portas são abertas, para sentar direto e inaugurar a cozinha. Chegando à sua mesa, é só curtir o ambiente e a experiência diferenciada.

Entrada do Le Blé Noir, em Copacabana

Entrada do Le Blé Noir, em Copacabana

Com um clima intimista e uma decoração charmosa, o Le Blé Noir é um convite à Bretanha, região oeste da França. O grande anfitrião da casa é o crepe feito com o trigo sarraceno, grão com alto valor energético e nutritivo, de fácil digestão e que não contém glúten. O trigo sarraceno e o modo de preparo das galettes elaborado pelo chef bretão e sócio do restaurante, Alain Caro, resultam no melhor crepe do Rio de Janeiro, eleito pela VEJA Rio Comer & Beber 2009. Não devo nem comparar ao estilo de crepe “Chez Michou” ou “Bibi”. Le Blé Noir é outro patamar e isso também pode ser sentido no preço, que varia entre R$ 40 a R$ 60 o crepe, fora bebida e sobremesa.

Ambiente intimista da creperia

Ambiente intimista da creperia

Uma das pinturas com ares da Bretanha

Detalhe da decoração – uma das pinturas com ares da Bretanha

A carta de vinhos oferece boas seleções da Argentina, Chile e França, mas a minha indicação é a sidra artesanal de maçã. Peça um balde com gelo para a garrafa se manter sempre bem geladinha. A louça em que é servida a sidra torna a bebida ainda mais especial.

Kerné, sidra artesanal francesa

Kerné, sidra artesanal francesa

O cardápio de galettes é bem farto e permite escolher sugestões do chef ou montar o próprio crepe dentre as opções de recheio, entre elas, queijos frescos e defumados, de vaca ou de cabra, carnes de pato, porco, vaca e embutidos, legumes, verduras e temperos diversos. As galettes são acompanhadas por uma saladinha de mix de alface verde e roxa, com um molho de mostarda Dijon e nozes picadas. Simples e deliciosa. Uma excelente combinação com a mistura intensa de sabores da galette.

Galette do Le Blé Noir

Galette do Le Blé Noir

Minha galette preferida é a Frehel, feita com camarões grelhados em redução de uva fresca, champignon de Paris, espumante e um toque de creme de leite. Também experimentei e aprovei a galette com recheio de fatias de peito de pato defumado e champignon de Paris numa redução de vinho do porto, purê de maçã com um toque de baunilha e queijo Saint Paulin. Outro sabor delicioso é o Pont-Aven recheado de tartare bovino levemente passado na frigideira, ovo, shitake e queijo. O ratatouille é uma opção simples e deliciosa, perfeita para os vegetarianos.

É chegada a hora da sobremesa, facilmente repartida entre 2 a 3 pessoas. O destaque é o Plugastel – trouxinhas de crepe recheadas com sorvete de creme, calda de chocolate, frutas da estação (morangos normalmente) e amêndoas. Inesquecível! Na última visita, como não estavávamos com muito apetite para encarar esse tanto de doce, pedimos uma sugestão mais leve ao garçom e ele ofereceu uma novidade do cardápio: crepe flambado com uma calda quente de caramelo e sorvete de creme. A calda era super leve e muito saborosa.

Crepe de caramelo e sorvete de creme

Crepe de caramelo e sorvete de creme

A conta deu R$195 com os três crepes, a sidra, uma água e uma noite feliz. Todas as informações são resultado das minhas experiências na unidade de Copacabana. Há um ano, em junho de 2012, o Le Blé Noir inaugurou uma filial na Barra da Tijuca. Ao que parece, o sucesso de Copa vem sendo refletido na Barra.

Le Blé Noir

Unidade Copacabana

Seg à qui das 19h30 à meia-noite e sex e sab das 19h30 à 01h00

Rua Xavier da Silveira, 19 – Loja A
Fone: (21) 2267-6969

Unidade Barra da Tijuca

Seg à qui das 19h30 à 01h00, sex e sab das 19h30 à 01h00 e dom das 19h às 23h

Av. Lúcio Costa, 1976
Fone: (21) 2493-5668

Paula

Paula nova

Related posts: