Gastronomia: Esquina Mocotó (SP)

Olá pessoal!

Hoje é dia de contar sobre minha experiência no restaurante Esquina Mocotó, em São Paulo.

O restaurante é despojado, bonito e confortável. Sem afetação, conta com um belo painel do artista plástico Speto na parede ao fundo do salão.

Rodrigo Oliveira mostra toda sua sensatez e humildade, trazendo uma renovada culinária nordestina, sem jamais ser descaracterizada. Trabalha com fornecedores especializados e ingredientes frescos…

Começamos com o “Couvert – pão artesanal, manteiga e azeite”, enviado como cortesia, uma gentileza raríssima hoje em dia. Pão leve e saboroso, de fermentação natural, na versão branca e integral. Para acompanhar, escolhi um excelente suco de morango!

Esquina Mocotó 01

Para petiscar, pedimos primeiramente o “Bolinho de carne-de-sol com creme de requeijão”. Muito gostoso!

Esquina Mocotó 03

Depois partimos para o “Dadinho de tapioca – não dava para não ter…”. Tapioca com queijo coalho, não tem como ser ruim… Viciante! O item também é servido no Mocotó, o já consagrado restaurante no endereço ao lado, aberto pelo seu pai, José Oliveira de Almeida, em 1974.

Esquina Mocotó 04

Não sou muito fã de miúdos, mas meus amigos pediram e decidi provar a “Panelinha de moela de galinha no molho de vinho com jurubeba e conserva de abóbora”. Considerando que não gosto de moela, digo que me joguei na farofinha com esse caldo maravilhoso!

Esquina Mocotó 05

Da sessão petiscos fiquei com muita vontade de provar a “Linguiça da casa com cebola roxa e farofa de milho crocante”. Anotação para uma próxima visita…

De entrada, pedimos a excelente “Salada de abóbora assada, rúcula, queijo de cabra e castanha caramelizada”. Muito, muito boa!

Esquina Mocotó 06

Também fiquei com muita vontade de provar o “Ragú de ossobuco, angu com queijo Cruzeiro e cogumelos”.

Para a próxima também vai ficar o “Porcoburguer – pão artesanal, burguer de copa recheado com porco confit, folhas de mostarda, catchup e maionese de pimenta cumaru”. Parece sensacional!

Para os principais, minha amiga pediu o “Nhoca – nhoque de mandioca com legumes, tucupi, cogumelos e queijo de cabra”. A textura do Nhoca não é sedosa, como a do nhoque de batata. É mais pesada, mas o prato estava muito leve e saboroso.

Esquina Mocotó 08

Eu pedi a “Carne-de-sol com baião-de-dois sertanejo”. A carne cortava como uma manteiga. Extremamente macia! O baião-de-dois também estava muito saboroso. Desde que comi essa incrível combinação em seu ápice há anos atrás em Teresina, no Piauí, nunca mais provei uma versão sequer que fosse digna de menção. Essa foi a primeira. Deliciosa e consideravelmente mais leve.

Esquina Mocotó 07

Também fiquei com vontade de provar o “Pirarucu, cuscuz de farinha Uarini, castanha-do-Pará e vegetais”.

Vale mencionar que há opções de pratos para os pequeninos: um burguer e uma nhoca.

Hora de fechar a refeição com chave de ouro. Minha amiga foi no “Sorbet de frutas vermelhas”. Leve e refrescante.

Esquina Mocotó 09

Eu tive que escolher o “Cajá manga – purê de manga com baunilha, sorbet de cajá e coco crocante”. Foi meu item preferido de todo o jantar. Uma das melhores sobremesas que já comi na vida. Absolutamente saborosa, refrescante e belíssima. Digna de aplausos!

Esquina Mocotó 10

Também desejei o “Goiaba, goiaba e goiabada – sorbet de goiaba branca, goiaba confit e goiabada” e o “Chocolate e leite – musse de chocolate, caramelo e sorvete de leite”.

Não sou fã de comida excessivamente técnica e cheia de elementos. Gosto de comida honesta com alma. E foi o que encontrei aqui, um jantar justo com ótima comida, sem nada de mirabolante, e excelente custo-benefício! Gastamos algo em torno de R$ 80 por pessoa, em 4.

Faça reserva e prepare-se para comer muito bem sem se preocupar com a carteira. Minhas reverências a Rodrigo Oliveira…

Esquina Mocotó

Av. Nossa Sra do Loreto, 1104 – Vila Medeiros

São Paulo, SP

Tel. (11) 2949-7049

esquina@mocoto.com.br

Maysa

Perfil_Maysa

Deixe uma resposta