Gastronomia: A cozinha fantástica do Maní (SP)

Olá pessoal,

Hoje é dia de compartilhar com vocês uma das melhores experiências gastronômicas da minha vida: no restaurante Maní, em São Paulo.

O restaurante de Helena Rizzo e Daniel Redondo nasceu em 2006 e leva o nome da deusa indígena da mandioca. Em 2013 passou a integrar a lista dos 50 melhores restaurantes do mundo elaborado pela revista britânica Restaurant Magazine.

Tivemos a bela surpresa de jantar no Manioca, o espaço de eventos do Maní, pois este estava sendo reformado. Fiquei absolutamente encantada pelo amplo ambiente! A luz natural, os elementos rústicos e muito branco… Definitivamente o espaço mais bonito no qual entrei em toda a minha vida. Perfeito para um mini wedding!

Maní 01

Resolvemos meio em cima da hora ir ao Maní, então estávamos sem reserva, mas chegamos logo antes da casa abrir e fomos os primeiros da lista de espera. Esperamos aproximadamente 40 minutos, mas a espera é uma delícia pois há sofás e bancos e você pode pedir bebidas e belisquetes. Decidimos apenas bebericar para aproveitar ao máximo os belíssimos pratos que nos aguardavam. Lucas ficou encantando pela caipirinha Maní “manga, maracujá, abacaxi e carambola”, surtou e tomou três durante a refeição. Eu tomei um suco mesmo, que estava uma delícia!

Maní 02

No horário do almoço não há a opção de menu degustação, então fizemos nossa própria seleção. Começamos com o excelente couvert com giga lascas de polvilho, pão de milho fofinho, coalhada seca, queijo de cabra com pimenta rosa e manteiga com flor de sal. Essas lacas de polvilho são absurdamente viciantes!

Maní 03

De entrada pedimos a “Sopa fria de Jabuticabas com lagostim no vapor de cachaça e picles de couve flor e amburana”, que estava absolutamente refrescante e saborosa, e o “Ovo “Perfecto” cozido a 63 graus durante uma hora e meia / acompanha espuma de pupunha”. Maravilhoso! O ovo todo com uma única textura e muito saboroso! Adorei!

Maní 04

Maní 05

Para o prato principal pedimos o “Peixe do Dia a Baixa Temperatura no Tucupí com banana da terra e migalhas do Maní”, suave e delicioso, com diferentes texturas brincando na boca. E a estrela absoluta do almoço foi a “Bochecha de boi com purê de taioba e tutano”, um dos melhores pratos de toda minha existência. Incrível!!!!! A carne desmanchava com o garfo… E esse molho com a redução do próprio caldo da carne, demais!!! Combinação maravilhosa, sabores apuradíssimos!

Maní 06

Maní 07

Extasiados, partimos para as sobremesas. A primeira foi “O Ovo” – sorvete de gemada, espuma de coco e coquinhos crocantes. Uma bela apresentação, leve e saborosa. A outra foi o maravilhoso “Pudim de queijo da Serra da Canastra com doce de leite cru, sequilho de araruta e sorbet de goiaba”.  Belíssima e deliciosa! Me encantei pelo pudim, que era como um crème brûlée de queijo. Muito, muito bom!

Maní 08

Maní 09

Para finalizar um belo café com blend exclusivo da Isabela Raposeiras e um excelente mini brigadeiro amargo.

Maní 10

Gastamos aproximadamente R$ 450 em duas pessoas. Um almoço memorável, um lugar que de cara entrou na minha lista de favoritos de todos os tempos. Não vejo a hora de voltar ao Maní!

Maní

R. Joaquim Antunes, 210 – Jardim Paulistano

(11) 3085-4148 / (11) 3062-7458

Maysa

Perfil_Maysa

Deixe uma resposta