Melhores dicas da Chapada Diamantina

Olá pessoal,

Decidi fazer um post resumindo as melhores dicas da minha viagem maravilhosa pela Chapada Diamantina, na Bahia.

Fui para a Chapada Diamantina na primeira quinzena de maio de 2015. Aliás, acho que é a melhor época. Pós-chuvas, as cachoeiras estão todas cheias. Ver as cachoeiras vazias deve ser muito decepcionante. Essa época é logo antes do período de alta temporada, quando tudo fica muito mais cheio. Também é possível nessa época ver o raio de sol batendo nos poços nos horários específicos (Poço Azul e Poço Encantado). Recomendo!

Teve um incêndio grave na Chapada em dezembro de 2015. Não sei como isso afetou os passeios que eu listei abaixo. Recomendo verificar como está a situação.

Eu fui de avião do Rio de Janeiro para Salvador e fui de ônibus de Salvador para Lençóis. Não é a opção mais rápida, mas sai muito mais barato que esses voos que vão para Lençóis. Como tem muita gente que faz esse trecho e as opções são escassas, é bom comprar a passagem de ônibus com alguma antecedência. Eu deixei para comprar na hora e acabei conseguindo apenas um ônibus que saía horas depois. O lado bom é que tive tempo de dar uma passeadinha por Salvador enquanto esperava o horário do ônibus.

Recomendo muito alugar um carro em Lençóis para fazer os passeios e ir dormindo nas cidades mais próximas aos passeios que você for realizar. Ficar em Lençóis apenas e se locomover todos os dias é muito cansativo. A Chapada é enorme! Como não há sinal de celular em qualquer lugar na Chapada, eu olhava o caminho no Google Maps antes e seguia o mapa offline. Não me perdi em nenhum momento, achei bem tranquilo dirigir por lá. Apenas é necessário dirigir com cautela pois há trechos em que algumas estradas são bem ruins. Em algumas estradas de terra eu cheguei a  dirigir em alguns trechos a 20 km/h. Os alugueis são caros justamente por conta da manutenção excessiva exigida dos carros devido à situação de muitas estradas. Um 4×4 seria melhor mas é mais caro ainda e realmente não é necessário.

Para a maioria dos passeios é possível contratar o guia na própria entrada do local. Claro que se for uma época de alta temporada, corre o risco de chegar lá e não ter guia disponível.

Os passeios que fiz e recomendo:

Base: Lençóis

Em Lençóis as hospedagens são mais caras. Não gostei muito do quarto da pousada que fiquei. Foi a Pousada Corona de Pedra. Mas eu fiquei nos quartos mais baratinhos pois estava dividindo com uma amiga. Eles tem quartos melhores na parte da frente da pousada. O café da manhã era bom.

Morro do Pai Inácio: sobe de carro e faz uma trilhazinha de 15 minutos pra chegar ao topo. A dica é ir ao final do dia para ver o pôr do sol. Não precisa de guia.

MA20150527_DSC0867
Gruta da Lapa Doce: para ativar seu lado explorador e ver uma formações rochosas diferenciadas. Também tem a Gruta da Torrinha que é muito maior, mas eu acabei não fazendo pois não tive tempo. Mas a Gruta da Lapa Doce já é bem legal! Contrata o guia na própria entrada do passeio.

MA20150521_DSC9961
Gruta da Pratinha e Gruta Azul: lindas grutas! É possível fazer flutuação com snorkel na Gruta da Pratinha. Não precisa de guia.

MA20150521IMG_9769

MA20150521_DSC9869
Serrano: é a “prainha” de Lençóis. Fica dentro da cidade mesmo, então é possível dar uma passada ao final do dia depois de algum passeio. Não precisa de guia.

MA20150526_DSC0734
Ribeirão do Meio, Rio Mucugezinho e Poço do Diabo: você passa por tudo isso na mesma trilha, que não é longa. Não precisa de guia.

MA20150527IMG_0391

Base: Vale do Capão

Fiquei na Pousada O Tatu Feliz. Boa e barata. Bom café da manhã.

Cachoeira da Fumaça: foi a trilha mais pesada que eu fiz lá mas também foi a cachoeira mais bonita. Eu não tenho muito preparo físico e aguentei, mas não recomendo para quem tem tendência a ter problemas cardíacos ou no joelho. A trilha total tem uns 12 km e é só subida na ida e só descida na volta. Bem puxado mas foi espetacular. Com a cachoeira cheia nessa época do ano é realmente incrível. Contratei o guia na entrada.

MA20150522IMG_9858
Cachoeira do Riachinho: fica bem na entrada do Vale do Capão. Dei uma paradinha rápida ao final do dia já que era caminho. Não precisa de guia.

MA20150522IMG_9893
Trilha de Guiné para o Mirante do Vale do Pati: muitos trilheiros vão para a Chapada Diamantina só para fazer o Vale do Pati, num esquema bem mais rústico. Na falta de conhecer o Vale, essa trilha que vai até o Mirante vale muito a pena. A vista é incrível! É uma trilha longa mas tranquila. O trecho inicial é uma subida puxada mas o resto é plano. Contratei o guia em Guiné, mas não tenho o contato. Os melhores guias geralmente ficam ocupados. Vale agendar com antecedência.

MA20150523_DSC0244

Base: Ibicoara

Na verdade eu dormi em Mucugê, mas acho bem melhor dormir em Ibicoara para fazer o passeio abaixo. Precisa sair cedo para fazer o passeio e Ibicoara é bem mais perto.

Cachoeira do Buracão: um dos passeios mais divertidos pois você entra na água para ver a queda de frente, que fica dentro de um cânion. Alguns guias no Vale do Capão tentaram me convencer que não dava pra fazer o passeio sem ter um 4×4. Fui com o Gol e achei tranquilo. Tem um momento que atravessa um rio, mas o guia me orientou a passar por cima das pedras certinho, então não tive nenhum problema. A trilha é bem fácil e curta e passa por outras cachoeiras no caminho. Vale muito a pena. Contratei o guia em Ibicoara na Associação Bicho do Mato.

MA20150525IMG_0140

Base: Mucugê

Pousada Oliveira Mucugê. Simples e boa.

Cachoeira da Fumacinha: é gigante e muito legal. O passeio mais bonito é por baixo, mas é a trilha mais difícil de todas. Por baixo a trilha é toda pulando pedras acompanhando o rio, de aproximadamente 4h pra ir e 4h pra voltar. Acabei optando por não fazer pois achei que seria muito puxado e arriscado. Fiquei com medo de não aguentar ou até pisar numa pedra solta e me quebrar toda. Acabei decidindo fazer a trilha só por cima. Contratei o guia em Mucugê, nas agências.

MA20150525_DSC0555
Poço Encantado e Poço Azul: me hospedei em Igatu uma noite para fazer esse passeio, mas é possível sair direto de Mucugê. Igatu é uma cidadezinha muito charmosa mas a estradinha de terra para chegar à cidade é bem ruim, e pior ainda chegando à noite cansada depois de passar o dia fazendo passeio. Para esses poços você tem que prestar atenção no horário em que o raio de sol bate, se você for na época do ano em que o isso ocorre. Passei primeiro no Poço Encantado, uma das coisas mais lindas que já vi na vida, e depois no Poço Azul, onde é possível fazer flutuação com snorkel. Cheguei às 10h no Encantado e umas 12h30min no Azul. Clique aqui para maiores informações.

MA20150526IMG_0300

MA20150526IMG_0317

Saindo do passeio dos poços voltei para Lençóis para passar mais uma noite. No dia seguinte fui para Morro de São Paulo e Ilha de Boipeba. Dicas para outro post…

Maysa Alexandrino

20120506_ensaiomaysalucas-40

Related posts:

Bar Néstor (San Sebastián – ES)

Olá pessoal,

Segue mais um post com dicas gastronômicas de San Sebastián, na Espanha.

A dica de hoje é o excelente e simples Bar Néstor, na parte velha de San Sebastián.

Espanha - 2014

Pimientos verdes, sempre fritos e salgados. Um delicioso aperitivo com uma boa cerveja.

Espanha - 2014

Espanha - 2014

Ensalada de tomate. Simplesmente os tomates mais sensacionais que já comi na vida. Suculentos e doces, com excelente azeite de oliva. Pra comer sem parar…

Espanha - 2014

Chuletón (Chuleta de Buey – Vaca Vieja). Uma das melhores carnes que já comi! Excelente!

Espanha - 2014

Uma refeição absolutamente simples, com ingredientes espetaculares e atendimento simpaticíssimo. Nada mais… Pura felicidade! Infelizmente não consegui provar a famosa tortilla de patata do Bar Néstor, que sai diariamente às 13h e às 20h. A dica é chegar pelo menos meia hora antes para reservar a sua fatia. Voa!

A fama de San Sebastián realmente não é à toa… Realmente um paraíso para os amantes de uma boa comida…

Bar Néstor

C / Pescadería 11

Parte velha da cidade

Maysa

20120506_ensaiomaysalucas-40

Related posts:

La Cuchara de San Telmo (San Sebastián – ES)

Olá pessoal!

O post de hoje é de um dos melhores restaurantes da minha vida. Gostei tanto que fui duas vezes na minha estadia em San Sebastián, na Espanha. Trata-se do bar de tapas La Cuchara de San Telmo.

O lugar é bem pequeno e, dependendo do horário, pode ficar lotado. Mas é possível achar um cantinho para apoiar seu prato e ir pedindo suas tapas ou pintxos, como se diz em basco, na região onde San Sebastián se encontra na Espanha.

Espanha - 2014

Fotografei o menu de um dos dias que fui ao La Cuchara. São muitas opções e muito boas! Achei o preço bem justo para o nível de qualidade da comida.

Espanha - 2014

Tentei associar os nomes das tapas ao menu. Acho que é isso aí. Talvez com algumas diferenças no menu em relação aos dois dias em que estive lá na mesma semana.

Adorei tudo. Mesmo! Mas o preferido disparado foi o cochinilho. Melhor carne de porco da vida!

Espanha - 2014

Risoto de orzo

Espanha - 2014

Cochinillo de Salamanca asado lentamente con cerveza 

Espanha - 2014

Pulpo de roca asado con chimichurri y taboulè

Espanha - 2014

Foie de pato de Montfort asado con azucar de caña y canela 

Espanha - 2014

Chuleta de vaca reposada, asada con escabeche de ñoras y feta

Espanha - 2014

Gambón asado con aceite de arbequinas navarras y vainilla

Espanha - 2014

Carrillera de ternera guisada al vino tinto , puré de garbanzosy ajo

Nem tem muito o que falar gente. Indo à San Sebastián, vá ao La Cuchara e seja feliz. Foi das melhores experiências gastronômicas na cidade e na vida. Recomendo muito!

La Cuchara de San Telmo

Calle del Treinta y Uno de Agosto, 28

Maysa

20120506_ensaiomaysalucas-40

Related posts:

De malas prontas: De bike pela Golden Gate (San Francisco)

Oi pessoal,

Voltamos às dicas da nossa viagem pela Califórnia e agora chegou a vez de explorar a bela San Francisco. O primeiro passeio que vou sugerir é imperdível. Que tal atravessar a imponente Golden Gate de bicicleta? Vale a pena acordar cedinho e reservar o dia todo para aproveitar bem a charmosa cidade Sausalito, localizada do outro lado da ponte.

Sanfran - Golden Gate

Pela manhã, esse cenário nebuloso é clássico na ponte. Algumas horas depois, enquanto passeávamos por Sausalito, o tempo abriu e o dia ficou ainda mais bonito. Era setembro e fazia uns 15 graus, mas depois de uns 5 Km pedalando (3km só na ponte), com inclinações pelo caminho, esquentou bastante.

O passeio começa no Pier 41, onde existem diversas opções de lojas de aluguel de bike. Na Bike and Roll, a diária sai por US$ 32. Nós atravessamos a ponte de bike na ida e na volta. Para quem preferir, é possível voltar de ferry. Mas deve-se ficar atento aos horários de retorno. A foto abaixo é da Golden Gate vista de Sausalito.

Sanfran - golden gate sausalito cópia

Sausalito é uma graça! Casinhas lindas, jardins floridos, casas-barco, pelicanos e leões-marinhos, um comércio fofo e diversas opções de restaurantes. Mas o que nos atraiu para o nosso almoço foi o incrível Mollie Stone`s Market. Eu que já era fã do Whole Foods, fiquei encantada com esse mercado de produtos naturais e orgânicos de produtores locais. Tudo muito fresquinho. Preenchemos nossa cesta de delícias, especialmente saladas variadas e apetitosas, e fomos almoçar nas mesinhas que ficam na lateral externa do mercado.

De barriga cheia, a próxima parada foi uma degustação de vinhos maravilhosa na Bacchus and Venus. Optamos pela seleção Purely Red – 4 taças de vinhos tintos artesanais a US$ 18. Fomos servidos de um Pinot Noir 2012 de Sonoma Coast, um Cabernet Sauvignon 2010 do Napa Valley, um Syrah 2010 de Sonoma Valley e um Grenache 2012 da California. Excelente custo-benefício! E existem degustações para todo gosto e disposição. Recomendo muito para os apreciadores de vinho.

salsalito wine tasting Vacchus & Venus Salsalito

Com a barriga e a cabeça feita, prendemos nossas bikes e fomos passeando com calma, entrando nas lojinhas, sem pressa, sem compromisso. Depois de curtir bem Sausalito, era a hora de voltar. Essa cidade simpática ficaria pra trás no nosso roteiro, mas o nosso destino eram mais descobertas na incrível San Francisco e o caminho era mais uma vez a linda Golden Gate!

Sanfran - Sausalito

Beijos e até,

Paula

Paula nova

Related posts:

Gastronomia: Bar Ganbara (San Sebastián – ES)

Olá pessoal!

Segue o primeiro post sobre San Sebastián. Claro que só poderia ser sobre algum bar de pintxos (como são chamadas as tapas na região basca), que existem aos montes na cidade.

A primeira parada foi no Bar Ganbara, na parte velha da cidade. Já babei litros no balcão vendo a variedade de cogumelos. Alguns pintxos ficam expostos no balcão e outros são feitos na hora, bem como as porções.

Espanha - 2014

Espanha - 2014

Espanha - 2014

Comecei pelo mix de cogumelos (hongos y setas) com gema de ovo. Absolutamente delicioso! Croissant com presunto e queijo também é sempre bem-vindo!

Espanha - 2014

Espanha - 2014

Espanha - 2014

As “guindillas” são pimentõezinhos verdes típicos do País Basco. São servidos fritos e são bem gostosos.

Espanha - 2014

A croqueta de jamón também é muito boa e cremosa por dentro. Uma delícia!

Espanha - 2014

Um excelente começo para o melhor passatempo de Donostia, “ir de pintxos“. Já comecei meu caso de amor com a gastronomia desse lugar maravilhoso.

Uma dica: preste atenção nos horários dos estabelecimentos. Geralmente eles fecham por volta de 15h e abrem novamente umas 18 ou 19h.

Ganbara

c/ San Jeronimo 21

Maysa

20120506_ensaiomaysalucas-40

Related posts:

Para cima

Contato

blogdoqueeupreciso@bol.com.br
 
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: